31 julho 2018

O Rei das Cinzas - Raymond E. Feist



Sinopse:

O mundo de Garn já foi composto de cinco grandes reinos, até que o rei da Itrácia foi derrotado e todos os membros de sua família foram executados por Lodavico, o implacável rei de Sandura, um homem com ambições de dominar o mundo. 
A família real de Itrácia eram os lendários Jubardentes, e representavam um grande perigo para os outros reis. Agora restam quatro grandes reinos, que estão à beira de uma guerra. Mas há rumores de que o filho recém-nascido do último rei de Itrácia sobreviveu, levado durante a batalha e acolhido pelo Quelli Nacosti, uma sociedade secreta cujos membros são treinados para infiltrar e espionar os ricos e poderosos de Garn. Com medo de isso ser verdade, e a criança crescer com um coração cheio de desejo de vingança, os quatro reis oferecem uma enorme recompensa pela cabeça da criança. 
Na pequena vila de Oncon, Declan é um aprendiz de ferreiro, aprendendo os segredos da produção do fabuloso aço do rei. Oncon está situada na Covenant, uma região neutra entre dois reinos. Desde que a área de Covenant foi declarada, a região existiu em paz, até a violência explodir com traficantes de escravos indo até a vila capturar jovens homens para serem soldados em Sandura. 
Declan precisa escapar, para levar seu conhecimento precioso para o barão Daylon Dumarch, comandante de Marquensas, talvez o único homem que pode derrotar Lodavico de Sandura, que agora se aliou à fanática Igreja do Deus Único e está marchando pelo continente, impondo sua forma extrema de religião sobre a população e queimando descrentes pelo caminho. 
Enquanto isso, na ilha de Coaltachin, o domínio secreto da Quelli Nacosti, três amigos estão sendo instruídos nas artes mortais de espionagem e assassinato: Donte, filho de um dos mais poderosos mestres da ordem; Hava, uma menina séria com habilidades de luta que poderiam derrubar qualquer oponente; e Hatu, um rapaz estranho e conflituoso no qual fúria e calma lutam constantemente, e cujo cabelo é de um tom brilhante e ardente de vermelho...

Resenha


Não há muito que se possa dizer sobre p livro O rei das cinzas. É, com toda certeza, uma obra-prima, com uma escrita de alto nível que lança uma nova luz sobre os romances de fantasia em geral. Se alguma vez houve um digno sucessor do Senhor dos Anéis de Tolkien,que eu sou completamente apaixonada é sem dúvida a Saga dos Jubardentes do tio Ray isso por que depois dessa leitura maravilhosa eu estou intima do Raymond E Feist.Esse foi o primeiro romance de fantasia para adultos que eu já ganhei de parceria, e eu fui fisgada imediatamente. Não importa quantas vezes eu releie essa incrível aventura, ela ainda pode me manter colado ao meu lugar. Os personagens têm personalidades brilhantes e tenazes; o enredo é imaginativo, fresco e inovador; as batalhas são épicas tanto em proporções (por isso temos o país normal em combate, mas este livro tem planeta luta!) como nos quadrinhos eu surtei com isso. Para quem quer começar a ler romances de fantasia, este livro é a sua melhor aposta.
Tio Ray nos fornece um grande elenco de personagens, cada um com suas próprias características e problemas de personalidade. Pug, um dos dois personagens principais, começa sendo um verdadeiro “ninguém” até que ele ganha um lugar como aprendiz do mago local, Kulgan, e mesmo assim ele ainda não é muito alguém. O outro personagem principal, Tomas, que é o melhor amigo de Pug, também não é mais que um aprendiz de espadachim. O crescimento desses personagens, desde meninos com problemas com garotas que ocasionalmente entram em uma briga, até jovens adultos com o futuro do mundo em seus ombros, é incrível. Mas não apenas os personagens principais são bem desenvolvidos, você pode realmente ver o quanto um autor adora seus romances, quando ele também desenvolveu personagens coadjuvantes, neste caso, a linda mas egocêntrica e teimosa princesa Carlina, o silencioso mas inteligente e confiável príncipe Arutha, o misterioso, mas simpático e corajoso caçador Martin, e muitos, muitos mais. Quando você se encontra repentinamente não apenas gostando de Pug e Tomas, mas realmente sentindo por todos esses personagens coadjuvantes também, você sabe que está te deixou viciado e voltou de mais.
Embora o enredo tenha reviravoltas suficientes para mantê-lo ocupado por um tempo, fica claro ao longo do romance que está montando um palco para algo mais. O autor a todo tempo nos apresenta lugares novos, desde a maravilhosa cidade élfica até a grandeza que é o império de Kelewan, lugares que retornam ocasionalmente nos outros romances dessas séries que meu amiguinho gringo me contou, assim como ele introduz novos personagens, que freqüentemente retornam. mais tarde também. Uma vez que você não vê mais o livro como um romance independente, mas como parte de uma série maior, você pode apreciá-lo e surtar pela obra-prima que é.Já queria na Netflix atende meu pedido ai gente. 
A única crítica que tenho sobre o que ainda é um dos meus romances de fantasia favoritos é a falta de personagens femininos. Temos a princesa Carlina e uma breve aparição da princesa Anita mais tarde, mas é só isso. É como a população de Midkemia existe de 90% de homens e apenas 10% de mulheres.Isso me deixou tristinha mas vamos aguardar o restante da saga.

Compre: Amazon  Saraiva






Nenhum comentário:

Postar um comentário