04 março 2018

Por trás das câmeras: Toda mulher tem duas faces -Tatiane Souza

Por trás das Câmeras
Tatiane Souza


Sinopse:
Kayla Mendes apresenta um programa de televisão onde ensina as mulheres a como ser uma boa mãe, esposa e dona de casa, suas ambições nunca foram grandes, mas, em compensação, costuma levar uma vida diferente por trás das câmeras. Não sabe cozinhar, é desorganizada e está sendo ameaçada por cartas anônimas. Agora, depois das inúmeras ameaças que vem recebendo desse malfeitor anônimo ela foi obrigada a contratar um detetive para ajudá-la a decifrar a identidade de seu perseguidor.

O detetive Nícolas Almeida está encarregado dessa missão, porém, sentimentos confusos e desejos fúteis começam a assombrá-lo fazendo com que esse caso seja o mais difícil que já existiu. Kayla o perturba e o excita como nenhuma outra mulher fora capaz de fazer e agora, o certo e o errado caminham lado a lado e todo o seu mundo fica de quatro por essa mulher encantadora e cheia de surpresas.



Eu não imaginava que seria algo assim até começar a ler o primeiro capítulo. Esse primeiro encontro me surpreendeu logo de cara por ser narrado pelo mocinho... E que mocinho.
Mas vou inicialmente falar sobre a personagem principal da trama. Kayla Mendes é apresentadora de um programa de entretenimento feminino. Então me veio logo a pergunta: Quem ameaçaria uma apresentadora com um programa tão inofensivo?
Que segredos Kayla pode estar escondendo que a coloca na mira de um psicopata?
Nicolas é um detetive particular, que aceitou o trabalho achando que seria fácil. Leva seu trabalho muito a sério e acha que é assim que tem que agir para demonstrar profissionalismo. E com isso está sempre se irritando nos seus encontros com Kayla.
Ele vai ao encontro esperando encontrar uma senhora conservadora, roupa recatada e cabelos presos em um coque. Mas o que ele encontra é uma mulher sexy, de beleza extraordinária, e não está vestida do modo recatada e do lar (palavras dele, não minhas).
Quando Nicolas se recupera do choque da primeira impressão, Kayla ainda consegue deixá-lo totalmente sem ação. A maluca simplesmente troca de roupa na sua frente, como se eles não fossem desconhecidos que acabaram de se conhecerem, e ele não fosse o cara contratado para solucionar o seu problema.
Logo uma forte atração física o domina, impedindo que Nicolas consiga pensar em outra coisa que não seja na sua cliente sem toda aquela vestimenta. A mesma coisa acontece com Kayla. Ela espera encontrar uma mulher como detetive, mas ao invés disso, se depara com um homem sério, sexy como um inferno.
Mas mesmo achando ele muito foda, ela cria um ranço por ele. E a interação entre os dois acaba se tornando uma brincadeira de morde e assopra.
Como toda mocinha que se preza, ela tem seus demônios, que vamos descobrindo a cada capítulo. Há momento que nem mesmo Kayla sabe quem ela é. E não posso esquecer de falar sobre os mistérios que a envolve, as cartas com ameaças que não deixam pistas de quem seja, o relacionamento difícil com sua mãe, e o mistério da morte dela. E ainda tem o irmão, com quem quase não tem contato. São tantos suspeitos, que fiquei maluquinha no meu jogo de adivinhação.
Nicolas também tem seu passado obscuro, depois de ter sofrido uma traição, ele acabou fechando seu coração para relacionamentos. Aderiu a fase de sair com todas e não se apegar à ninguém (pelo menos foi isso até conhecer Kayla)
À medida que Nicolas vai investigando os suspeitos, vai ficando claro que é alguém bem próximo a Kayla que está enviando as cartas, por que o Malfeitor sabe de todos os seus passos e espera uma oportunidade, que é quando Nicolas precisa se ausentar da cidade, para atacá-la.
Como boa telespectadora (e uma detetive de merda), fiz logo a lista dos possíveis candidatos a assassino e dei com a minha cara na parede, pois nem cheguei perto de adivinhar.
E entre ser atacada e receber ameaças, a atração entre eles só aumenta e embora Kayla queira ceder e ir para a cama com Nicolas, um relacionamento que teve um término de um jeito nada bom, não a permite dar o passo seguinte.
E como toda Vacaranha que é, Kayla (adoro usar essa palavra) não conta para ele o motivo, e fica cozinhando o boy nesse jogo de quero, mas não posso, o que me deixou bastante irritada e me instigando a dar uma de louca, xingando a personagem como se isso fosse fazê-la mudar de idéia.
Claro que tem cenas quentes, onde você grita: agora vai! E o negócio não ia. Estou rindo agora, mas enquanto estava lendo, me frustrei bastante.
Bem, façam sua lista de suspeitos e se conseguirem acertar antes do final, estará de parabéns e poderá ser uma excelente investigadora (porque eu descobri que morreria de fome, se fosse investigadora).


Lançamento dia 05 de março de 2018
              NA AMAZON

Rê Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário