10 março 2018

O mau exemplo de Cameron Post - Emily M. Dandorth


Sinopse:

Quando os pais de Cameron Post morrem em um acidente de carro, a primeira coisa que ela sente, para sua própria surpresa, é alívio. Alívio que eles nunca vão precisar saber que, algumas horas antes, ela estava beijando uma menina. 
Mas o alívio não dura, e Cam é forçada a morar com sua tia ultraconservadora e sua bem-intencionada mas antiquada avó. Ela sabe que, daqui em diante, tudo será diferente. Sobreviver nessa pequena cidade rural de Montana exige que Cam finja ser igual a todo mundo e evite assuntos indelicados (como diria sua avó), e ela é boa nisso. 
Até que Coley Taylor chega à cidade. Coley é perfeita, e tem um namorado perfeito para completar. Ela e Cam forjam uma amizade intensa, que parece deixar espaço para algo mais. Mas assim que isso começa a parecer possível, a religiosa tia Ruth decide que é hora de "consertar" sua sobrinha, a mandando para God's Promise, um acampamento de conversão que deve "curar" sua homossexualidade. Lá, Cam fica frente a frente com o custo de negar quem ela é - mesmo que ela não tenha certeza que sabe realmente quem é. 
O mau exemplo de Cameron Post é uma estreia literária inesquecível e impressionante sobre descobrir quem você é e ter a coragem de viver de acordo com suas próprias regras.

Minha Opinião


Assumir a sexualidade é uma decisão importante e deve ser levada a sério. Se está pronto para assumir para seus amigos, parentes ou até mesmo a comunidade, o mais importante é que se sinta confortável e aceite sua sexualidade, antes de se abrir para outras pessoas. Quando fizer isso, a melhor coisa a fazer é preparar o que vai dizer e saber o que esperar. Embora ninguém tenha dito que sair do armário é fácil, orgulhe-se por aceitar que você é e saiba que poderá sentir o prazer de ser exatamente que deveria ser.

Cam quer exatemente isso ser ela mesma sem medo de ser taxada como errada ou discriminada, seu receio e tanto que ela chega a se sentir feliz que um acidente acontece e ela não precisa contar para seus pais todo aquele sentimento que ela traz dentro dela.
A ficha cai logo em seguida ela se vê sozinha presa a sentimentos que ela não sabe lidar sem os pais e com uma tia retrograda e com pensamentos muito diferentes dela, como muitas pessoas nessa situação elas veste a máscara de correta para sociedade com sorriso no rosto e coração sangrando.

Não se pode mudar quem você é e com uma escrita leve descontraída mais carregada de consciência social a autora Emily me conquistou pela forma sem pré conceitos ou pré julgamentos que ela abordou um assunto tão difícil e polemico como assumir a sua sexualidade sem ter que provar realmente o que você é e com quem quer estar para ser feliz,a pegada infanto juvenil tornou a leitura primaveril fresca e sem os pesares do tema.

Recomendo e uma aula de amor ao próximo e civilidade...
                                                 Ame mais e julgue menos....

Links para compra:





Nenhum comentário:

Postar um comentário