28 janeiro 2018

F*ck Love - Tarryn Fisher



Sinopse: Helena Conway se apaixonou. Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo.Kit Isley é o oposto dela desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu. Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito... se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga. Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz... Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente. Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. Tarryn, a escritora apaixonada por personagens reais, heroínas imperfeitas, mais uma vez entrega algo forte, pulsante, que nos faz sofrer mas também nos vicia. Depois dela, todas as outras histórias começam a parecer como contos de fadas. Se você não quer se viciar, não leia a primeira página.





Que livro para torrar a sua cabeça de tão! Vou começar contando a historia de como cheguei ao livro. Estava eu na livraria Saraiva do Norte Shopping e me deparo com esse livro em promoção, a capa de cara chama a minha atenção e o titulo inusitado mais ainda, quando acabei de ler a sinopse do livro tinha uma frase em baixo que dizia: “Se você não quer se viciar neste livro não leia a primeira página” o que eu fiz? Li as 20 primeiras páginas e fui correndo garantir o livro para mim.

F*ck Love conta a historia de Helena uma menina normal, usuária assídua de roupas bege, extremamente previsível que um dia se apaixona perdidamente, pelo namorado de sua melhor amiga, Kit (sim esse é o nome do rapaz, culpem a Tarryn por isso). Enquanto Helen é uma personagem bastante previsível Kit é seu extremo oposto, ele é um cara sonhador, descolado e que faz as meninas suspirarem em seus suspensórios.

Quem me acompanhou lendo esse livro sabe o ódio que tive de cada personagem ao longo dessa narrativa, eu tive prestes a jogar a cabeça de Helena contra a parede diversas vezes, isso sem falar a vontade louca que eu tive de atropelar aquela melhor amiga dela e Deus me perdoe, pois eu imaginei a morte do Kit de umas trinta maneiras diferente. Eu os chamei de idiota para baixo no decorrer da história e soquei o livro umas vinte vezes.

Tarryn nos trás personagens tão imperfeitamente reais que chegam a chocar as vezes com seus deslizes e a maneira como arrebatam nosso coração e aquele final, eu juro que quase tive um ataque do coração com aquele final, de todas as teorias que passaram em minha mente, o que a autora escreveu foi surpreendentemente sensacional.

F*ck Love é um livro que te trás a reflexão do que é felicidade e do quanto vale a pena lutar por quem se ama. Estamos apenas no inicio do ano, mas esse livro com certeza entrará em meu Top 10 ao fim de 2018.







Nenhum comentário:

Postar um comentário