31 março 2017

Um amor para Lady Johanna - Julie Garwood

Sinopse:

Uma jovem viúva. Um guerreiro escocês fascinante. Duas vidas transformadas pelo amor e por uma paixão avassaladora. Quando Lady Johanna soube que estava viúva, ela prometeu que jamais se casaria novamente. Com apenas dezesseis anos, ela já possuía uma força de vontade que impressionava a todos que enxergavam além de sua beleza avassaladora. Contudo, quando o Rei John ordenou que ela se casasse outra vez – e selecionou um noivo para ela – pareceu que a moça deveria se conformar com esse destino. Seu irmão, no entanto, sugere ao Rei um novo pretendente:o belo guerreiro escocês Gabriel MacBain. No início, Johanna estava tímida, mas, conforme Gabriel revelou com ternura os prazeres magníficos a serem compartilhados, ela começou a suspeitar que estava se apaixonando por seu novo e rude marido. Logo ficou claro para todo o clã das Terras Altas, portanto, que o ríspido e galante lorde rendera completamente seu coração. Porém, a iminência de uma intriga da realeza ameaça separar o casal e destruir o homem que ensinou a Johanna o significado do verdadeiro amor, que a transportou além de seus sonhos mais selvagens.



O livro conta a história de uma mocinha inglesa e um Lord escocês. A dane-se me julga eu amo um guerreiro Escocês, o que o diga a Maya Banks que lançou um que me deixou caída, com os quatro pneus arriados de amor, a mocinha casou-se muito cedo com um horrível homem inglês, que é um dos piores personagens que você provavelmente encontrará em um romance,quase esmurrei o livro de raiva desse velho haha. A ambientação é feita no século XIII, então vocês podem ter uma idéia do que a coitada passa nas mãos do tenebroso marido, que é aliado de um bispo muito mau. Isto tudo a leva há  uma vida de privações, surras e penitências terríveis, mesmo que seus pecados não passem de pensamentos inúteis.


Mas um dia Lady Johanna vê-se viúva e sem nada para sofrer, o problema é que o rei desconfia que ela saiba de algo que não pode saber e a mantém trancafiada. Então seu irmão vê no seu casamento com um guerreiro escocês a solução para todos problemas, o dele, os dela e os do guerreiro, que perdeu as terras que agora são dela. A aliança é um estratagema brilhante e resolverá tudo de uma vez. Johanna ficará protegida e o Lord terá de volta as terras e o castelo pilhados pelos ingleses.O livro e escrito tão regencial que eu estou falando e escrevendo estratagema e minha professora de português bate palmas.

Gabriel MacBain, é um homem duro, tenta a todo custo unir dois clãs que foram praticamente dizimados pela guerra. Ele não tem modos “ingleses”, não é um cavalheiro e muito menos teme qualquer coisa. Mas, assim que ele se encanta por aquela mocinha franzina e tímida, ele passa a ser um homem gentil, protetor, cuidadoso (ao modo dele)… mas só com ela e comigo na minha imaginação, me deixem please. As preocupações que ele tem com aquela que agora é dona da sua casa é tanta, que nos arranca risadas. Já Johanna é uma mulher muito forte, determinada, aguerrida, corajosa, que aprendeu a esconder tudo isso para poder sobreviver e ela não facilitará as coisas para o guerreiro escocês.

Johanna não é uma mocinha comum, ela nos encanta a cada página, seja por sua força, sua segurança ou até mesmo pela sua entrega. Ela é aquela, que mesmo sem querer, traz luz por onde passa, e é através dessa linda personagem que teremos com personagens secundários maravilhosos, como o cão que parece o demônio e demonstra afeto rosnando, o menininho órfão que só quer ser amado, o velho que todos pensam ser louco, mas que na verdade é o mais sábio de todos, cala-te mulher olha o spoiler.

Ler esse livro me fez viajar por uma história maravilhosa e completa. É um romance de época bem diferente, pois situa-se no século de 1200 e nos traz um enredo completo. O livro não aborda só o casal principal, ele nos brinda com os conflitos entre Inglaterra e Escócia, a disputa pela terra, pelos clãs. A autora descreve a vida plena de Johanna e todos os que a rodeiam e de uma forma tão brilhante que, apesar de todas as páginas, quando acaba ainda queremos mais. Julie fez deste enredo algo eletrizante de ler, que fez meu coração bater mais forte e se enaltecer com um amor tão bonito que nasce e cresce aos olhos do leitor.

A sensação que fica é a de que li algo realmente especial e incomparável. Só não pude classificar com cinco estrelas (com dor no coração), devido aos erros de tradução e revisão. Através dessa obra a autora ganhou meu coração e demonstrou uma incrível capacidade de criar narrativas com personagens cativantes, emoções fortes e enredos com reviravoltas surpreendentes. Seu toque de humor, a força dessa bela história nos faz rir e chorar. Ver nascer em Gabriel e Johanna o mais puro e verdadeiro amor foi emocionante.

E pela resenha cheia de mimimi enorme vocês percebem que eu amei o livro, sou vintage.
Recomendo a leitura matilha Alfa até a próxima.



Nenhum comentário:

Postar um comentário