03 março 2017

O Partido - Robson Pinheiro


Autor - Robson PinheiroEditora Casa dos espíritos256 páginas

Sinopse: 

"Gravíssima obsessão complexa ameaça a sociedade. Um projeto de poder alicia políticos, empresários e cidadãos. Magos negros, espectros e especialistas em hipnose coletiva executam os ardis do plano diabólico e voltam a artilharia para Brasília. Os guardiões superiores enfrentam a horda das trevas, mas não agem à revelia. A justiça divina impõe-se à justiça humana. Mas a história está longe do fim."


Chocada, assim eu terminei a leitura de O Partido.

        O livro mostra de maneira muito clara e natural a manipulação que sofremos dia após dias com nossos governantes no Brasil e acredito no mundo.Robson descreve detalhes do submundo politico espiritual, desvendando verdades dos jogos vorazes que Panen vulgo Brasilia causa em vidas tupiniquins.
Mesmo descrevendo os bastidores espirituais da política brasileira, também nos são passadas informações valiosíssimas sobre os processos de obsessão complexa e manipulação das massas.

              É possível que toda a população de um país seja possessa por demônios?
Talvez devamos refazer a pergunta: É possível que toda a população de pessoas não-salvas de um país seja possessa por demônios?
Demonstraremos que esse quadro tenebroso não somente é possível, mas que também está ocorrendo na sociedade atualmente!

          Os personagens do livro são claramente inspirados em políticos muito conhecidos que passaram pela presidência do Brasil.
São fatos relatados que parece que o autor esteve lá para relatar e descrever tudo em suas páginas, eu já li outras obras do Robson e me confesso uma apaixonada pela trilogia O Reino das Sombras, acho que esse livro pecou um pouco em sua pegada de sempre se renovar e surpreender seus leitores, parece ter sido escrito muito rápido deixando lacunas e duvidas aos seus leitores, mais ele nós deixa uma grande duvida?
Deus está preocupado com suas nações?
Fatos históricos podem nós responder ou não...

           É verdade, que Deus está muito preocupado com a moralidade das nações. Vemos esse fato bíblico muito claramente no Antigo Testamento. Uma vez que a moralidade da maioria da população de Sodoma e Gomorra tornou-se totalmente réproba, Deus atribuiu esse rótulo àquelas cidades-estados e elas foram destruídas. Deus enviou o profeta Jonas à poderosa cidade de Nínive, para advertir a população e exortá-la ao arrependimento, pois caso contrário, seria destruída em um julgamento físico. Sob a liderança do seu rei, o povo de Nínive se arrependeu e se livrou da destruição física. No entanto, a história registra que, 120 anos mais tarde, o povo de Nínive voltou a praticar as mesmas impiedades que seus antepassados no tempo de Jonas, e dessa vez Deus destruiu aquele império. Finalmente, Deus advertiu Israel sobre sua impiedade por aproximadamente 150 anos antes de enviar Nabucodonosor, rei de Babilônia, para destruir militarmente a nação e levar a maior parte da população sobrevivente para trabalhar como escravos em seu reino.






Nenhum comentário:

Postar um comentário