05 fevereiro 2017

Trilogia religiosa






Quando pensamos na religião, logo vem a nossa mente aquilo que se relaciona a diversos tipos de religiões, ou seja, católico, espírita, evangélico, mulçumanos, budistas entre outras. Todas as religiões tem como propósito o contato com o sobrenatural quer seja ele Deus, espíritos ou forças ocultas. Dentro de cada ser humano há uma necessidade de se relacionar com o sobrenatural gerando assim a busca por uma determinada religião, mesmo que muitos optam em não praticar, mesmo assim essa necessidade esta latente.
A religião no seu significado: "A religião deriva do termo latim religare >implicando religação com o divino, definição que abrange quaisquer doutrinas ou formas de pensamentos metafísicos." , sendo assim o propósito dela é ligar novamente o homem a Deus. Não foi Deus que criou a religião, mas sim o próprio ser criado pela necessidade de encontrar respostas para as suas indagações mais profundas, de onde vim, qual o meu papel aqui e para onde vou? Sabemos que o homem caído se afastou de Deus, mas dentro de si sente que precisa voltar-se para Deus e busca isso através das religiões. Pensam que fazendo parte de uma religião e participando de uma reunião, ritual ou mantra já estão em contato com Deus.
A religião deveria cumprir o seu verdadeiro papel de levar o homem de volta a Deus, mas o que se percebe ela faz um desfavor afastando ainda mais o homem do verdadeiro Deus e o pior é que muitos nem sabem o quanto estão longe. Por mais bonito e “espiritual” que pareça em seus ritos, cultos, mantras e encontros às religiões só tem trazido “benefícios” para seus lideres que estão enganados e ainda arrastam uma multidão para longe de Deus e os levam para perto da condenação eterna.
Quero analisar nesta série de mensagens alguns textos bíblicos que mostram claramente como Jesus tratou a questão da religião da sua época e como nós devemos lidar com a religião em nosso tempo. Na época de Jesus existiam muitos grupos religiosos entre eles estavam talvez o grupo que mais levava a sério a religião, os fariseus. Os fariseus seguiam rigorosamente a Lei de Moisés e mantinham as tradições e os costumes dos antepassados. Várias vezes, Jesus os criticou severamente, pois davam mais valor às suas tradições do que às leis de Deus (ver Mt 23.23). Mas havia fariseus, como Nicodemos, que ouviam Jesus com gosto (Jo 3.1-20; 7.50-51; 19.39-40). O apóstolo Paulo foi criado fariseu (At 23.6, 26.4-5; Fp 3.5-6). Estamos em pleno século 21 já passados mais de 2.000 anos e ainda assim a religião tem sito alvo de conflitos em todo o mundo, podemos dizer que o homeme é um ser religioso, mas distante de Deus. A religião te afasta de Deus, mas Jesus te aproxima de Deus - Até a próxima mensagem.




Nenhum comentário:

Postar um comentário