17 outubro 2017

Enlaçados - Anne Krauze



Em terra de livros em série, quem escreve livro único é rei ou no caso rainha hahaha.

Enlaçados é um livrão em todos os sentidos. Não só por ele ser muito bem escrito e construído, mas também por suas 800 páginas, ufa! Isso mesmo que você leu: 800 páginas são páginas pra K@%$#W minha filha! Eu, que me considero uma leitora rápida, confesso que demorei um pouco para terminar a leitura e meu povo e minha pova, a Anninha está ficando velha e não aguenta mais ficar horas e horas lendo no kindle... #VelhaCoroca

Gente, eu me imaginei muito em um show da minha nova banda favorita e não é aquela que canta só da tuuuuu... é a Ultimate Bet. Que a Eve não me escute, ou melhor que ela e a sua criadora M.S Fayer me escutem e façam um dueto no Grammy entre Ultimate Bet e Danger Rock: as melhores bandas da literatura nacional lidas até hoje, por mim: Anninha do teretetê.

13 outubro 2017

Dia Mundial do Escritor


Feliz dia mundial dos escritores!
Bando de filhos da puta que nos fazem rir e chorar ao mesmo tempo, querer sempre ler mais um capítulo, ler até de madrugada suas pestinhas amamos vocês nosso muito obrigada 💜 Sem vocês não somos nada.


O que difere o escritor do resto dos profissionais? Ao contrário do que muitos pensam, não é apenas a necessidade incontrolável de escrever ou a vontade crescente de transformar folhas rabiscadas em retratos magníficos do cotidiano. Não é só isso!
O escritor não é somente o ser que, sem saber como continuar com os olhos na estrada e sem conseguir manter a cabeça no mundo real, precisa, com urgência, parar o carro no acostamento para iniciar um novo texto. Para ser escritor de verdade, não basta sair do banho sem tirar o xampu da cabeça, só para em algum lugar, em qualquer lugar – até no papel higiênico – , escrever alguma frase que, na imensa maioria das vezes, não vira nem citação de Facebook. Para ser um escritor genuíno você precisa de mais. E, não se engane, pois aceitar o risco de morrer pobre e muito feliz não é suficiente para se tornar um.

30 setembro 2017

Visões da Bienal Rio 2017

Por Fabíola Andrade


Frequento a Bienal do livro desde os anos oitenta, lá nos idos do século XX.
Para mim, Bienal sempre foi sinônimo de Festa Literária Democrática e continua sendo, a pesar dos altos preços praticados pela organização. Mas essa é apenas uma reclamação minha, enquanto público. Mais uma a reclamar.
Já curti Bienal como uma mera leitora despretensiosa, como professora estagiária, caloura, pedagoga maturada, leitora veterana e este ano, escritora iniciante. Desta forma, não deixo de enxergar a festa literária com todos esses olhares, que trago de uma vida.

24 setembro 2017

Profano - S Miller

                                                                         







“Não me tornei um cético. Transformei-me no pior que o ser humano pode ser: um descrente de si próprio.”

Uma vida dedicada ao sacerdócio. Um encontro que mexerá com estruturas e pensamentos, até então, inflexíveis. Uma paixão que colocará a vocação em xeque.

Após dez anos à serviço da Igreja, Padre Alessandro começa a se questionar sobre seu ingresso e permanência na vida religiosa. Tomado pela culpa, devido a questões éticas, e a um encontro libertino e furtivo, decide se isolar em uma viagem pelo mar para colocar as emoções em ordem e descobrir o que realmente deseja. O que ele não contava era que o destino lhe pregaria uma grande peça no teatro da vida: Eva, a volúpia em forma de mulher, cruzará seu caminho de maneira devastadora, despertando desejos ocultos e desconhecidos, trazendo à tona o homem em seu estado mais primitivo.

Será a tentação tão grande? O amor é capaz de transformar o pecado em sagrado?

Tudo é possível, ainda que seja PROFANO.